terça-feira, 21 de junho de 2011

Testemunhos Gospel

A Perseverança de Jamily


Filha de Maria José e Élson, Jamily Oliveira Sampaio, nasceu e cresceu numa comunidade no Rio de Janeiro. Lá, teve uma infância simples, mas feliz com o carinho de seus pais. Com apenas três anos e por vontade própria, Jamily despertou para a música. De família evangélica, ela estava na igreja com seus pais como de costume, ficava cantarolando pelo salão, quando um dia o pastor a ouviu cantar e a convidou para cantar na reunião. A resposta foi imediata e positiva. A mãe de Jamily não acreditava que ela tão pequena pudesse cantar, mas Jamily foi, cantou e encantou. Daí, fez três anos de aula de canto para aperfeiçoar ainda mais a sua voz, o dom que Deus lhe deu.

Testemunho de Mara Maravilha


A música, aliás, acompanha Mara Maravilha desde a infância. Já nos tempos de escola, na Bahia, onde nasceu, a pequena Mara participava de concursos de música e sempre levava para casa o prêmio. Seu talento chamou a atenção da produtora de televisão baiana, que a contratou para apresentar um programa infantil, o Clube do Mickey. Foi lá que Silvio Santos a descobriu e levou para o SBT, onde trabalhou por mais de 10 anos, viajando por todo o Brasil como cantora e apresentadora. Na SBT fez o Show Maravilha, entre outros programas. O mesmo programa foi levado para a Argentina, onde Mara atuou por dois anos como apresentadora. Durante todo esse período seus programas sempre eram voltados ao público infantil.
Paralelamente Mara desenvolvia sua carreira como cantora. Ela conta que sempre foi uma pessoa religiosa e chegou a gravar muitas músicas nessa linha. Mesmo assim, diz que nessa época “não conhecia a Deus , não tinha discernimento, dividia minha fé com imagens e superstições”. Há 11 anos a vida da artista deu uma virada: “deixei de lado a teimosia e vi que não adianta não se afastar do pecado. Por isso veio a minha conversão, eu nasci de novo, sou uma nova pessoa”. A transformação interior se manifestou também na vida exterior, garante a missionária, que passou a ter uma vida familiar e emocional mais equilibrada, com novos valores. Está casada há oito anos e muito feliz.
Mara Maravilha conta que em suas viagens já conheceu muita gente que vive de ilusões e sofre com isso. “Muitas mulheres vêm para cá com o sonho de uma vida mais estável e não percebem que a vida é muito mais do que isso. Elas abrem mão de muita coisa que tem mais valor, como a família a paz e o amor”, conclui.
Hoje a cantora tem vários trabalhos em CD para adultos e crianças, além de 3 DVDs infantis e um para adultos. Nos trabalhos voltados às crianças quem entra em ação são os bonecos da Turma da Marinha, que trazem mensagens de Deus e jogos didáticos de entretenimento. No DVD voltado para o público adulto a produção inclui coral, orquestra, balet, encenação de passagens bíblicas e videoclips com a cantora. Realizada com o trabalho que vem desenvolvendo, Mara confessa que, se fosse para pedir algo para o próximo ano, seria um filho.
 
Como era a sua vida sem Jesus?

Mara - Eu vivia de aparências. Aparentava tudo o que gostaria de ser. Era uma pessoa sem paz. Eu até tinha alegria, mas não era uma alegria constante.Eu vivia uma felicidade momentânea que, quando passava, deixava um vazio muito grande. Hoje eu sou feliz em tempo integral. Possa ter problemas, como todo mundo tem, mas sou verdadeiramente feliz.
Qual era a sua idéia sobre Deus?

Mara - Eu sempre fui muito religiosa. Era católica praticamente e esotérica. Lia a Bíblia, falava de Deus. Cantava "Jesus Cristo eu estou aqui", mas não o conhecia de verdade, não tinha um relacionamento com ele. Eu sempre busquei muito a Deus. Adorava o sol, acreditava em horóscopo, cultuava os anjos, praticava os ensinamentos da Seicho-No-Ie, acendia incenso, tinha pirâmides, imagens, etc.

Como você foi para a igreja?

Mara - Eu não fui querendo. Muitas pessoas dizem que Deus tem de tocar, que quando alguém sentir de ir vai. Eu não acredito nisso. Eu fui para a igreja porque a minha vida estava um caos. Eu tinha problemas de saúde e problemas espirituais. Tornei-me dependente de moderador de apetite, estava presa no vício, tomava até dez remédios por dia. Além disso, tinha um cisto no ovário e corria o risco de perdê-lo. Estava completamente perdida e Jesus me curou de tudo.

Quem te evangelizou?

Mara - Várias pessoas me evangelizaram. A palavra de Deus estava sempre chegando até mim por intermédio de um vizinho, de um parente, de um folheto, de um programa de rádio, de televisão, de mensagens em adesivos de carros e até out-door. Foi uma série de Jesuscidências.

Mas quem te levou para a igreja?

Mara - Nas primeiras vezes, eu fui com um casal de amigos, funcionários meus. Fui uma ou duas vezes, gostei, me emocionei, chorei bastante, até aceitei Jesus, mas não levei a sério e não voltei.
Como você se senti dentro da igreja?

Mara - Tudo me incomodava. O barulho, o jeito das pessoas, tudo. Eu me achava um peixe fora d'água, mas me sentia bem.
Quando você foi para a igreja pra valer?

Mara - Quando estava com problemas de saúde, eu voltei. Mesmo sem vontade. Tudo o que o pastor falava coincidia com a minha vida. Então ao invés de dar ouvidos à minha crítica e aos meus preconceitos, passei a dar valor ao que Deus estava falando para mim. Em determinado momento, o pastor falou para eu pensar nos problemas que estava enfrentando e provar a Deus. Eu achava até um desrespeito fazer isso. Eu cresci acreditando num Deus distante e estava sendo apresentada a um Deus que eu não conhecia, um Deus com quem eu poderia me relacionar mais do que com qualquer pessoa, um Deus indescritível. Naquele dia, fiz um propósito pedi cura e libertação.

Como foi o início da sua vida com Cristo?

Mara - Depois de aceitar Jesus, no mesmo dia, o pastor disse que eu tinha que ir uma semana inteira à igreja todos os dias. Achei demais, mas fui só para ver se acontecia alguma coisa. Já não tomava mais os remédios, mas ainda sentia vontade. Provei Deus, me aproximei dele. Estava nas trevas, nas correntes, e fui liberta.

Foi fácil para você ir à igreja todos os dias da semana?

Mara - Não foi nada fácil, ainda mais porque o Pastor também disse que eu teria de ir vestida em pano de saco, que teria de me humilhar embaixo da mão potente de Deus. Eu já tinha sido muito humilhada pelos homens. Enfrentei calúnias, inveja. Sofri demais antes de conhecer Jesus. Mesmo sem vontade, fui a igreja durante uma semana, vestida em pano de saco, mesmo sendo uma artista famosa, porque era isso que Deus queria de mim. A gente tem de ir à casa de Deus com vontade ou sem vontade, porque temos que obedecer a vontade Dele. Naquela mesma semana, minha vida começou a mudar radicalmente. A primeira mudança aconteceu no meu coração, eu me libertei da tristeza, alcancei a cura dos meus problemas físicos e continuo mudando até hoje.

Como foi a sua adaptação à igreja, já que você já é uma pessoa famosa?

Mara - O assédio sempre existe, mas o Espírito Santo se encarrega de tudo. Ele me tornou mais carinhosa com as pessoas. Sempre fui muito agitada e agora sou mais tranquila. Sei que muita gente me critíca. A fama e o sucesso fazem parte da vida do artista, mas eu não me iludo. Sei que a minha glória não está neste mundo, estou esperando a minha glória lá no céu.

O que mudou no seu relacionamento com a família e os amigos depois da conversão?

Mara - Existem evangélicos desviados na minha família, da parte do meu pai. Eu não faço distinção nenhuma entre os da fé e os que não são da fé porque o inimigo usa o preconceito contra a gente. Enfrentei algumas críticas e reconceitos, mas amém. "Em tudo dai graças". O importante é que eu estou firme e vou proseguir nesse caminho.

Você já ganhou alguém da sua família para Jesus?
Mara - A minha mãe e um tio meu estão vindo para a igreja.

Como tem sido seu trabalho de evangelismo?

Mara - Eu dou meu testemunho pelo Brasil inteiro, faço shows evangélicos busco sempre unção do Espírito Santo para que as pessoas sejam alcançadas. Eu continuo com a minha vida secular ativa. Também faço shows não evangélicos. Eu uso isso como um modo de brilhar com a luz de Jesus no meio daqueles de que não o conhecem. Afinal, nós somos sal da terra e luz do mundo e a luz não pode ficar escondida.

Testemunho de Vida de Fernanda Brum


Nos anos 90, quandoFERNANDA BRUMdespontou na música gospel, foi uma das grandes surpresas que ocorrem de tempos em tempos no mercado musical. “Quebrantado Coração”, seu mais novo CD, apenas veio reafirmar o amadurecimento desta cantora que já é um dos maiores nomes da música evangélica."Um divisor de águas em meu ministério", assim define a cantora pop-gospel FERNANDA BRUM o seu mais novo trabalho, "Quebrantado Coração", que acaba de chegar às lojas. Como "em time que se está ganhando não se mexe", mais uma vez Emerson Pinheiro, marido da cantora, assina a produção, arranjos e até algumas composições.
Fernanda Brum, é uma cantora de grande destaque no mundo evangélico. Foi descoberta pela cantora evangélica Shirley Carvalhaes, após abrir um show com mais de 150.000 pessoas. A MK Music, que estava no show, contratou Fernanda Brum.
Fernanda é casada com o também cantor e produtor musical, Emerson Pinheiro que tem dois filhos, Isaac Brum e Laura Brum
. Ambos foram ordenados pastores.
"Quebrantado Coração" é, sem dúvida, diferente de tudo que Fernanda já apresentou. E podemos, inclusive, ousar e dizer que ela extraiu o melhor dos outros trabalhos e somou à maturidade musical e espiritual. Este é o seu quinto CD pela MK Publicitá. Os outros são "Meu Bem Maior", "Sonhos", "O Que Diz Meu Coração" e "Feliz de Vez".
Aos cinco anos de idade, Fernanda Brum já cantava. Enquanto seu pai ensaiava o coral da igreja, a pequenina atentamente assistia a tudo e tentava fazer igual. Por volta dos 16 anos, após um período longe da igreja, do meio cristão e de ter trabalhado como modelo, Fernanda Brum finalmente encontrou sua vocação. Durante um show gospel, voltou para Jesus e começou a colocar em prática o chamado de Deus para sua vida, se converteu num show evangélico aos 16 anos não tem medo de ousar, principalmente, se recebe de Deus esta ordem. E por cumprir à risca esse chamado, ela tem sido honrada de diversas formas, inclusive, superando marcas de vendas pouco alcançadas por muitos cantores até mesmo da música secular.
Em seu primeiro trabalho musical, FERNANDA BRUM encontrou seu estilo, aliás muito pessoal, que poderia ser chamado de pop romântico, no entanto, basta que se ouça mais atentamente seu CD "Meu Bem Maior" já pela sua nova gravadora MK PUBLICITÁ, para se chegar à conclusão de que sua música é bem mais que isso.
FERNANDA BRUM consegue passear pela bossa-nova, blues e pop, sem decepcionar em nenhum momento. Com uma forte tendência romântica que se impõe ao longo de sua música, rotulá-la desse ou daquele estilo seria apenas uma forma inadequada de descrever sua capacidade de expressão em qualquer linha melódica, o que lhe confere uma versatilidade incomum para alguém tão jovem e com tão pouco tempo de carreira.
"Eu sou o que vivo e o momento faz o meu estilo. Não busco uma tendência musical, um estilo ou o que está na moda. Cada faixa do CD é uma parte de mim, é como um filho, eu assino o meu nome; sou eu."
Em 1992, foi lançado seu primeiro trabalho, "Feliz de Vez", que apesar de sua tendência progressiva e de vanguarda, alcançou seu sucesso com a faixa título, uma balada com muito swing e o estilo que acompanharia FERNANDA como sua marca registrada.
"Meu começo foi sobrenatural como tudo o mais na minha vida. Mas o mais sobrenatural para mim até hoje foi a cruz, o sacrifício de Jesus na cruz do calvário.
Sempre sonhei que acreditassem no meu talento e orava muito a Deus por isso, hoje tenho plena certeza que estou colhendo os frutos da sinceridade das minhas orações. Deus jamais desampara aos que ama e eu sinto que Ele me ama... ama muito"
FERNANDA BRUM foi chamada de fenômeno gospel pela Revista Mulher de Hoje com apenas 20 anos de idade e 4 anos de ministério. Suas músicas se tornaram hits, os convites para apresentações não param de chegar e seus shows, sempre com o comparecimento em massa da juventude gospel, são verdadeiros espetáculos de música da melhor qualidade.
Entre seus maiores sucessos se destacam os shows no Canecão e Imperator, além de sucessivas apresentações nas maiores casas de espetáculos do país.
Todo esse sucesso em tão pouco tempo, rendeu a FERNANDA BRUM o prêmio de cantora revelação/96 do meio gospel. Apenas mais uma prova de seu reconhecimento em todos os segmentos do mercado musical.
Seu segundo trabalho, o primeiro lançado pela MK Publicitá, “Meu Bem Maior”(1995), alcançou um sucesso surpreendente para uma intérprete até então pouco conhecida do grande público. Com vários hits sucessivos, suas músicas foram alcançando os primeiros lugares das rádios de todo país poucos meses após seu lançamento. O considerável número de CDs vendidos tem se mantido num patamar constante, o que sugere que a cada dia novas pessoas descobrem o talento de FERNANDA.
Diferente de tudo o mais que já havia no mundo da música gospel, esta jovem poderia ser apenas mais uma no meio de tantas que aparecem diariamente, isso se não contasse com um somatório de atrativos muito pessoais.
Dona de uma imagem belíssima, um repertório bem cuidado e um estilo que encontra adeptos em todos os segmentos, FERNANDA BRUM ainda canta, canta muito.
Sua voz, marcante e irrepreensível, é sem dúvida nenhuma, seu maior atributo. Assim garante, ao lado de seus outros méritos a combinação perfeita desta que é, hoje, uma das maiores cantoras da música gospel da atualidade.


Testemunho de Aline Barros


A descoberta para a música foi com apenas 2 anos de idade. Toda a vez que seu pai tocava violão, Aline se aproximava e começava a cantar. Então, seu pai percebeu que a pequena Aline era interessada e afinada. Aos 5 anos, já cantava em casamentos, e aos 9 anos, Aline já acompanhava o pai e o Ministério de Louvor de sua igreja em apresentações, eventos e cultos, logo depois começa a cantar efetivamente no ministério, participando de algumas gravações com todo o grupo. Naturalmente, o que já estava traçado por Deus para sua vida começava a acontecer. Com 14 anos, Aline grava a primeira canção solo, “Tua Palavra”, que ficou 45 dias na parada de sucessos das rádios evangélicas do Rio de Janeiro. Dois anos depois, com 16, grava “Consagração”, um sucesso em todo Brasil, ficando 9 meses em 1º lugar em execução nas rádios. Aos 18 anos, Aline grava o seu primeiro trabalho, “Sem Limites”, por um selo independente (Anos depois, em março de 99, esse mesmo álbum foi relançado pela AB Records). Em Janeiro de 98, grava seu segundo cd, “Voz do Coração”. Em outubro de 99, Aline realiza um grande sonho: grava um CD para o público infantil, chamado“Bom é Ser Criança”. Em dezembro do mesmo ano, lança um cd comemorativo com 4 canções de Natal. Em Julho de 2000, Aline lança uma coletânea intitulada “Millenium” produzido pela Indie Records e distribuído pela Universal Music, formando assim uma união entre três grandes gravadoras (Indie Records/Universal Music/ AB Records) em torno de seu nome. E em dezembro de 2000, lança o cd “O Poder Do Teu Amor”, outro grande sucesso. Em Novembro de 2001, lança uma coletânea romântica, cujo título é “Eterno Amor”. Em dezembro do mesmo ano, lança “Mensagem de Paz” com Cid Moreira. Um novo trabalho infantil foi lançado em Maio de 2002. O cd “Bom é Ser Criança vol. II”, ficou tão bom quanto o primeiro trazendo para as crianças ritmos de louvor diferentes até aquele momento, como country, baladas e dance music. Em dezembro de 2002, Aline Barros trouxe para o mercado uma super novidade: um CD gravado ao vivo, com direito a vídeo (VHS) e DVD, no evento “Jesus Vida Verão”, realizado todos os anos na Praia da Costa, em Vila Velha, no Espírito Santo (O público estimado naquela noite esteve próximo a 45 mil pessoas). Com 14 faixas, foram selecionadas as melhores canções de todos os seus cd`s Já neste ano de 2003, chegou ao mercado o seu novo cd, intitulado “Fruto de Amor”. Neste trabalho, Aline Barros mostra que a unção de Deus continua sobre seu ministério, principalmente com a música “Digno é O Senhor”, uma das mais executadas nas emissoras e nas igrejas do Brasil. Na fase final da produção, Aline contou com a participação especial de PG, da banda Oficina G3, para a canção "Cantarei Desse Amor". A música é uma versão de "I Could Sing of Your Love,", feita pela cantora.
Aline Barros tem sido, durante anos, uma importante referência na música gospel. Dotada de talento e carisma natos, que na verdade são a prova da unção de Deus em sua vida e de uma produção que prima pela excelência, Aline tem conseguido que seu trabalho ministerial alcance resultados inatingíveis por outros artistas do segmento gospel no Brasil até o momento. Seu ministério como levita tem sido caracterizada pelo pioneirismo na mídia secular. Aline Barros foi convidada a participar, de importantes programas de televisão (Xuxa, Raul Gil, Eliana, Carla Perez, Super Pop, Hebe Camargo, Gilberto Barros, entre outros), além de entrevistas em conceituados jornais, importantes revistas e também convidada para o evento "Criança Esperança", da Rede Globo. Seu ministério tem se estendido por toda América Central e do Norte, com premiações e homenagens.
Aline é carioca, tem 32 anos, é formada em Biologia Marinha pela UFRJ, é casada com o atleta de Cristo Gilmar Santos e mamãe do pequeno Nicolas, de quatro anos de idade, primeiro filho do casal. Seu pai, Pr. Ronaldo Barros é músico de sua banda, pastor e empresário. É ele quem está à frente do ministério de Aline e da AB Records, gravadora que investe em novos talentos da música gospel. Sua mãe, Pra. Sandra Barros e seu irmão, Rafael Barros, também estão sempre ao lado de Aline e fazem parte da diretoria da AB Records.
Realmente é possível perceber a mão de Deus sobre toda a trajetória de Aline Barros. Com seu carisma e sua voz ungida e abençoada, Aline tem, cada vez mais, quebrado barreiras através de seu ministério. Em dezembro de 2000, Aline foi convidada pela gravadora norte-americana Integrity Music para participar do álbum em Espanhol “Mas de Ti”, gravado ao vivo em Miami, Estados Unidos, junto com Paul Wilbur, Don Moen e um grande “time” de músicos, como o baterista Chester Thompson (Phill Collins), o baixista Abraham Laboriel, o guitarrista David Cabrera (Ricky Martin) e o saxofonista Justo Almário (Rick Pantoja). No álbum, ela canta seis canções, sendo algumas em performance solo e outras em duetos. Este cd foi produzido por Tom Brooks, da Hosana Music, para o mercado gospel internacional e Aline, mais uma vez, foi usada por Deus para abrir portas, sendo a primeira cantora brasileira de música gospel a lançar um Cd internacional. Ela recebeu convite para ministrar em Roma, capital da Itália, para cantar em um evento que reuniu grandes ministros de louvor de todo o mundo, entre eles Ron Kenoly.  
Aline recebeu das mãos do prefeito de Miami uma moção honrosa, reconhecendo a contribuição que ela tem dado a toda juventude através das canções que interpreta, além do exemplo que ela tem sido para os jovens de sua geração. Outra premiação relevante foi dada por um dos meios de comunicação mais conceituados no mercado fonográfico e musical do planeta: a Revista Billboard.
2004 – Aline Barros foi a primeira cantora gospel ganhadora do Grammy Latino na categoria de Melhor Álbum de Música Cristã, em língua portuguesa, com o disco Fruto de Amor lançado pela AB Records. Fruto de Amor foi gerado em meio a momentos especiais na vida de Aline, como a chegada do primeiro filho, Nicolas, e a notícia de que não poderia mais cantar, devido a um problema nas cordas vocais. Mas nem mesmo uma sentença como esta parou a cantora, que, direcionada por Deus, não se abalou pelas circunstâncias e gravou o álbum. A colheita deste ato de fé e ousadia, rendeu testemunhos como a restauração de sua voz e, agora, a conquista do Oscar da música latina. . “É muito bom tudo isso. Estou muito feliz! É bênção pura de Deus. O Grammy marca um novo tempo de Deus para minha vida, principalmente para o meu ministério. Um novo tempo para a igreja do Senhor Jesus no Brasil e para a música evangélica brasileira. E sei que Deus vai fazer muito mais. O momento que a igreja está vivendo é muito especial. Esse prêmio é prova da fidelidade do Senhor para o Povo de Deus. Esse prêmio é para o povo brasileiro, é para a Igreja do Senhor no Brasil!”, declara Aline Barros muito feliz. . Aline é um referencial da música gospel no Brasil, uma das cantoras mais conhecidas internacionalmente tanto no meio evangélico quanto secular.
O livro do casal Aline Barros e Gilmar Santos intitulado “Muito Mais Que Um Sonho”, chegou ao mercado cercado de expectativas. Não é pra menos. Afinal, o livro é baseado em testemunhos reais de força, perseverança, poesia, esperança, desafios, sentimentos diversos, limites, decisões, obediência, perspectiva, amizades sinceras, superação, além de fé, amor e como se conheceram, é claro, sonhos. A obra relata um pouco da vida de Gilmar, suas histórias de vida, de lutas e perseverança, sua conversão ao Evangelho, o seu ministério, os projetos, sua Fé inabalável em Cristo, etc... E logo na introdução do livro tem o testemunho de um pentacampeão mundial de futebol: o capitão Cafú, um dos melhores amigos do casal. Esta obra é, sem dúvida, envolvente e recheada de momentos importantes na vida de dois dos principais ícones do meio evangélico nos últimos anos. Vale a pena conferir!

A vida de Aline Barros, como é possível notar, é pautada pelo seu convívio em família e alicerçada na Palavra de Deus. Sua trajetória de reconhecimento e sucesso no ministério é fruto de um trabalho feito com oração, fé, obediência a Deus, carinho e compromisso. Muitos buscam fama, sucesso, dinheiro, reconhecimento e tantas outras coisas... Mas, existem os que buscam, em primeiro lugar, o reino de Deus e a sua justiça, como está prometido e o que acontece? TODAS as demais coisas lhe serão acrescentadas.É ASSIM COM ALINE BARRO

Testemunho de Chris Durán


Nasci na França em 1975, na cidade Dieppe. A minha família era rica e de religião Católica Apostólica e Romana. Tímido, comecei a me desenvolver através do esporte, mais mesmo assim era difícil me relacionar.
Na idade da adolescência comecei a me interessar pelas coisas espirituais. Aos 20 anos, com muitas indecisões decidi me lançar nos estudos da economia em Madrid (Espanha). Depois de um tempo, a depressão começou a me invadir até um certo ponto de não suportá-la mais. Minha mente assolada por pensamentos negativos, de baixa-estima me levou a querer morrer.
Na Espanha me fechei num quarto da escola e decidi falar com Deus e disse: “Se tu es verdadeiro Jesus, dá-me um trabalho para que eu possa ser útil neste mundo e dar o meu Amor para o mundo inteiro, se tu me guias, te seguirei de todo meu coração”.
No dia seguinte, um caçador de talentos me descobriu, (produtor de Julio Iglezias, Sting, Roberto Carlos…) e me convidou em Miami para gravar um CD nos melhores estúdios do mundo.
Acreditei que Jesus tinha me dado uma resposta e aceitei! Sem bíblia, nem conhecimento do Reino de Deus, Deus me tirou da Europa para me levar num País onde um dia alguém seria canal de benção para mim.
Deus conhecia o momento e o tempo perfeito!
Assinando com uma das maiores gravadoras do mundo, Polygram, meu disco foi lançado nos Estados Unidos, toda América Latina e em partes da Europa. O sucesso foi impactante. Fã clube de todas as partes começaram a ser criados, a minha vida de estudante comum se tornou num super-artista pop internacional. Primeiro lugar em vários lugares e Países, a minha popularidade crescia numa velocidade surpreendente. Hotéis 5 estrelas, luxo, limusines, aviões em primeira classe, fama, autógrafos, mulheres me tinham sido oferecido pelo mundo. Tudo isso me fazia uma pessoa forte e segura de mim mesma.
Existia uma estrela que crescia proporcionalmente aos aplausos das pessoas, porque eu amava a gloria da fama. Mais hoje sei que tudo é contrario, existe uma estrela dentro de mim, chamada estrela da manhã que cresce proporcionalmente ao louvor e adoração que faço para Jesus.
Passando alguns anos, parecia que tudo estava indo muito bem, quando me apresentei no Estádio Nacional do Chile, junto a Gloria Estefan. O estádio estava lotado. Porém, voltando para o aeroporto, o motorista dormiu e batemos de frente com um ônibus.
O país inteiro pensava que eu estava morto, mas estava consciente, com minhas pernas quebradas e quase perdi meu olho direito.
No hospital, depois de 4 anos, Jesus falou no meu coração: “Você lembra, um dia você me pediu que queria dar o seu amor para o mundo inteiro, mas não será seu amor, mais o meu Amor.”
Depois de recuperado, voltei em Miami buscando Jesus em varias religiões, budismo (junto a meu companheiro de trabalho Ricky Martin), que era a moda no showbusiness!!!
Mas nada: a depressão voltava e não queria sair da minha casa.
Quando um dia trocando de canal na televisão, um pastor americano estava pregando o evangelho do Reino de Deus. A presença de Deus entrou no meu quarto e chorei muito. Dias depois, cruzei a rua e vi que tinha uma igreja chamada EBENEZER, entrei e nunca mais fui a mesma pessoa.
O meu encontro com Jesus foi radical e impactante. Ninguém aprovou minha posição, meu pai ficou decepcionado e sem falar comigo durante algum tempo. Perdi meus amigos, porque tudo o que eu falava era exaltando o meu amado Jesus.
Roberto Livi, o produtor, começou a me fazer ameaças mas Deus estava comigo.
Jesus me mostrou o caminho da sua salvação me ensinando a renunciar as coisas do mundo e colocar meus olhos nas coisas eternas.
Grandes tribulações chegaram por causa de Cristo, mas também grandes vitórias.
Hoje Deus me deu um maravilhoso ministério evangelistico, onde pessoas separadas por Deus reconheceram o meu chamado, mostrando que a fama e o sucesso passaram mais Jesus é eterno.
Uma destas pessoas que Deus me deu é a Poliane, minha esposa, e uma menina chamada Esther. Além disso meu braço direito que me levanta nos momentos difíceis, o Robson Cruz, ex-grande jogador de basquete que jogou contra os maiores jogadores do mundo como: Michael Jordan, Pipen, Barkley…. e que se tornou uma referência para milhares de Jovens no Brasil e fora.
Milagres, maravilhas acompanham o meu chamado.
O ministério Chris Duran, representa só 40% de louvor, mas a palavra e sinais é nosso pedido a Deus, tudo pela sua misericórdia. Está escrito (Hebreus 2:3) Primeiro, o próprio Senhor Jesus anunciou essa salvação; e depois aqueles que a ouviram nos provaram que ela é verdadeira. Ao mesmo tempo, por meio de sinais de poder, maravilhas e muitos tipos de milagres, Deus confirmou o testemunho deles. E, de acordo com a sua vontade, distribuiu também os dons do Espírito Santo.
Deus é especialista em escolher coisas loucas para confundir os sábios deste mundo!
E você, a sua vida tem sido uma vida de renuncia?
Você teve um encontro com Deus?
Hoje é o seu dia, o dia da sua salvação!!!
Um “sim” te levará a viver a plenitude do seu Amor, mais um “não” poderá ser a pior escolha da sua vida!
Jesus te chama! Atenda o seu chamado, Ele te ama!
Que Deus te abençoe meu irmão!
AS MELHORES ESTÃO AQUI!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário